Aqui, partilho afectos.
E escrevo o que penso, do que gosto, do que me inspira.


terça-feira, 21 de agosto de 2012

Stohrer, a mais antiga Pâtisserie de França


Em 1725, Louis XV casou-se com a princesa Marie Leszczynska, filha do rei da Polónia, Stanislas Leszczynski. O seu pasteleiro oficial, Stohrer, deixa Lorena, sede da corte, e segue para Versailles acompanhando a futura rainha da França. Cinco anos mais tarde, estabelece-se no número 51 da Rue Montorgueil, e abre uma Pâtisserie (pastelaria) cuja especialidade seria o  “Baba au Rhum”.
A origem deste doce  deve-se  justamente  ao rei da Polónia Stanislas Leszczynski, sogro de Luís XV, que pede ao seu pasteleiro, Nicolas Stohrer, para embeber um brioche  numa calda, por achá-lo muito seco. A calda foi feita com vinho de Málaga perfumado com açafrão, servido com creme de baunilha e salpicado com passas. O nome escolhido para o doce foi inspirado em Ali-Babá, herói de um dos contos do livro As Mil e Uma Noites e personagem favorito do rei.
Os murais da pastelaria foram realizados em 1864 por Paul Baudry, artista que decorou, entre outros o Foyer da Ópera Garnier de Paris.
A Stohrer é hoje a mais antiga pastelaria de Paris e permanece no mesmo endereço.

STOHRER - Pâtissier Traiteur
51, rue Montorgueil, 75002 Paris



6 comentários:

  1. Menina está me dando água na boca, além de me deliciar com a história, adoro saber de pormenores de épocas remotas, beijos Luconi

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu também adoro pormenores de história, amiga...
      Beijos e obrigada pela visita.

      Eliminar
  2. Estas suas postagens estão me matando rs
    Já estou agendando os lugares que irei rs
    Beijos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Querido amigo, quando viajar a Paris me avisa, farei um roteiro bem especial pra você...
      Beijos

      Eliminar