Aqui, partilho afectos.
E escrevo o que penso, do que gosto, do que me inspira.


quarta-feira, 10 de outubro de 2012

Cegonhas



Sou apaixonada por aves, e um dos meus grandes afectos de sempre, é a cegonha. Adoro cegonhas!!!
E enche-me de alegria passar em estradas e caminhos onde as possa ver.
Sabiam que a cegonha é fiel por toda a vida?
Sim é verdade a cegonha branca fica toda a sua vida com um mesmo parceiro.
Talvez por isso o nome desta ave em hebraico signifique "alguém fiel" e isto não é um privilégio só do parceiro. Esta ave é fiel também às suas origens, e a maioria delas voltam aos seus ninhos ano após ano, logo que o inverno se vai.
O macho e a fêmea dividem a incubação e a alimentação dos filhotes numa dedicação extrema.
A cegonha é uma ave com uma envergadura de 95 a 105 cms de comprimento e uma beleza uniforme na forma elegante com que voa.
O seu habitat é variado e a alimentação inclui pequenos vertebrados. São animais migratórios e monogâmicos. As cegonhas não têm faringe e por isso não emitem sons vocais, emitem sons batendo com os bicos, actividade a que se dá o nome de gloterar.
As cegonhas vivem em locais como campos abertos, margens de lagos e lagoas, zonas pantanosas, prados húmidos, várzeas, cidades, pântanos e pastagens.
Comem rãs, cigarras, cobras, insectos, minhocas e peixes.
Os filhotes saem da casca na Primavera e quando chove a cegonha abre as asas para protegê-los. Põe cerca de 3 a 5 ovos, e a sua incubação é de 20 a 30 dias.
A cegonha é uma ave dócil e protectora, que dedica toda  a vida atenção especial e carinho às aves doentes ou mais velhas. Os antigos romanos criaram uma lei incentivando as crianças a cuidarem dos idosos, denominada Lex Ciconaria (Lei da Cegonha).
As cegonhas costumam fazer os ninhos ao lado da chaminé das casas e voltam sempre para o mesmo lugar, para pôr ovos e cuidar dos filhotes. A mistura de generosidade e fidelidade ao ninho criou um símbolo perfeito.
A lenda da cegonha como símbolo de maternidade espalhou-se pelo mundo no século XIX, através dos contos do escritor dinamarquês Hans Christian Andersen.

Pintura de P. Alves
Foto minha

1 comentário:

  1. ...companheira antiga das populações humanas.

    Acho as cegonhas ternas, doces...

    Beijos.

    ResponderEliminar