Aqui, partilho afectos.
E escrevo o que penso, do que gosto, do que me inspira.


terça-feira, 20 de novembro de 2012

O cipreste no jardim



Na tua presença
Sinto-me pequena,
Insignificante,
E o ser mais amado.
Na tua presença
Nada sei
E tudo vejo.
Na tua presença
O passado e o futuro
Fundem-se no presente.
Na tua presença
O desconhecido revela-se.
Na tua presença
Os problemas esvaem-se.
Na tua presença
Noite e dia
Lua e sol
Tempestade e calmaria
Encontram-se
Numa só nota musical.
E ouço a música,
Bebo do teu calor,
Meu cálice
Se transborda,
Choro,
Rio,
Danço
E canto.
Sinto o amor
Que é meu,
Que é teu,
Que é...
Meus olhos
Brilham nos teus,
Sinto a vida,
O momento,
E olho
Para o cipreste no jardim…

Ma Prem Arsha
Pintura de M.J.Marinho
 

 


1 comentário:

  1. Lita, para variar, lindo texto falando do amor e de como nos sentimos ao lado da pessoa amada. Percebo que os textos sempre exaltam o amor( não sou contra ele, ao contrário)mas gostaria de ver mais textos e isso eu não estou falando de você, é um desabafo, das decepções e sofrimentos causados por eles..na realidade o que realmente acontece. Seria igual as músicas, que só falam do sofrimento e afastamento da pessoas amadas. Abraços. Sandra

    ResponderEliminar