Aqui, partilho afectos.
E escrevo o que penso, do que gosto, do que me inspira.


domingo, 9 de dezembro de 2012


No fundo, é isto a solidão: envolvermo-nos no casulo da nossa alma, fazermo-nos crisálida e aguardarmos a metamorfose, porque ela acaba sempre por chegar.

August Strindberg
Pintura de Geoffrey Tristram
 

6 comentários:

  1. ...e enquanto crisálida pelo menos não se sente tanto a solidão!
    Tão lindo Lita!
    Beijinho

    ResponderEliminar
  2. Tanta vez me sinto assim!

    Belíssima pintura!

    Beijos.

    ResponderEliminar
  3. Uma solidão de que devemos sempre fugir, a não ser que a metamorfose seja positiva! Bjs

    ResponderEliminar
  4. Lita concordo com você, a solidão é assim mesmo, mas corremos o risco de nos aprofundarmos demais e então vem a depressão, beijos Luconi

    ResponderEliminar