Aqui, partilho afectos.
E escrevo o que penso, do que gosto, do que me inspira.


domingo, 14 de abril de 2013

Amor Impossível

Eu vivo de um amor impossível,
De um abraço impossível,
De um beijo impossível.
Eu vivo de te tocar nos meus sonhos
E no mais profundo de mim
Sentir o teu calor,
Sentir o teu corpo contra o meu,
Trazendo essa emoção
Que as palavras não sabem dizer.
Eu vivo dessas viagens irreais
Onde só estamos os dois,
De mãos dadas,
Com toda a beleza desse sentimento
Que me faz bem e mal ao mesmo tempo.
Eu vivo desse amor,
De ti,
De impossibilidades
De ver as estrelas ao teu lado.
Tudo isso
Porque tu chegáste à minha vida
Tarde demais.

Letícia Thompson
Pintura de Sally Rosenbaum

11 comentários:

  1. Linda poesia de Letícia! Bela pintura, bem escolhida! beijos,chica

    ResponderEliminar
  2. Houve tempos de amores impossíveis. Quem nunca experimentou?
    Será que ainda existem?
    O poema é belíssimo.
    beijo

    ResponderEliminar
  3. Oiii Lita! menina quanto tempo né? mas eu tb estava afastada do blog, voltei agora depois que decidi emagrecer em vez de ficar só no face, minina aquilo ali tira todo tempo da gente kkk, agora dividi , um poukinho em cada um.

    agora falar da Poesia de Letícia, linda Poesia não... doce ao mesmo tempo triste, adoro poemas dela, Leticia voltando ao assunto , passei por isso que vc esta passando, é dificil mas vc consegue, se quiser voltar lá para saber como fiquei bem é o primeiro post ta! e nunca é tarde para se cuidar e ficar liiiinda viu começe agora.

    bjinhus!!!

    ResponderEliminar
  4. Oi Lita querida

    Lindo poema.
    Linda escolha.

    Beijos e uma semana cheia de realizações pra você.
    Ani

    ResponderEliminar
  5. Lindo poema de Letícia Thompson, mas tem uma coisa que não concordo, o amor nunca chega tarde demais, ele chega sempre na hora exata, na hora que o coração está bonito par que ele entre.
    Mas o poetar dela é sempre maravilhoso.
    Que foto linda e perfeita com o poema.
    Um beijo em seu coração Lita querida.

    ResponderEliminar
  6. Lita, gostei de conhecê-la no Vida & Plenitude...
    Também estou gostando do Mistura de Afectos!

    O poema é bem bonito, profundo e tristonho...

    Um grande abraço

    ResponderEliminar
  7. Lita, adorei a poesia ;)

    Beijão e uma ótima semana para vc!

    Nanda Pezzi

    ResponderEliminar
  8. Lita,mas que poesia mais linda escolheu!Um amor que chegou tarde!Triste e bonito!bjs e boa semaninha pra vc!

    ResponderEliminar
  9. Sei o que é viver esse amor!

    Belíssimo poema.

    Obrigada pela partilha.

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  10. Querida amiga
    Depois de muito silencio, eu vim me fazer presente, trazendo a certeza que me recordo de você com carinho e amizade.
    Sinto muita saudade de não vir aqui mais vezes, mas fiquei presa no caminho, tentando resolver algumas coisas pendentes.
    Pedras aprecem pelo caminho, e delas precisamos fazer renascer lindas flores, para que nossa vida se torne um lindo jardim.
    Abraço amigo.
    Maria Alice

    ResponderEliminar
  11. Tudo ao seu tempo tarde para que....
    Beijo Lisette,

    ResponderEliminar