Aqui, partilho afectos.
E escrevo o que penso, do que gosto, do que me inspira.


quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013


Todos os dias deveríamos ler um bom poema, ouvir uma linda canção, contemplar um belo quadro e dizer algumas palavras bonitas...

Goethe
Pintura de Nikolay Bulygin

sábado, 16 de fevereiro de 2013

A vida é o que é...

 
A vida é o que é. Os dias perfazem semanas, as semanas meses e os meses anos, e não existe nada mais do que isto. Isto e o levantar de manhã e fazer o que é suposto. E aprender que não se pode esperar nada de ninguém. Onde ficou aquela menina que um dia fui e que acreditava ter o futuro na palma da mão? Se a virem, avisem-na de que eu estou aqui. Digam-lhe para me vir visitar. Daremos as mãos e iremos até ao jardim, e eu terei com ela uma longa conversa. Talvez então eu possa refazer a minha vida toda, dentro do meu coração e nas minhas memórias. Talvez...

Luísa Castel-Branco
Pintura de Sally Rosenbaum

quinta-feira, 14 de fevereiro de 2013

Feliz Dia de S. Valentim


A vida é feita de pequenos momentos, que se tornam grandes quando compartilhados com as pessoas de quem gostamos e que também gostam de nós...
Feliz Dia de S. Valentim!!!!

(Imagem retirada da net)

quarta-feira, 13 de fevereiro de 2013


E existem aquelas pessoas que por mais distantes que estejam, ainda continuam perto. Aquelas que, passe o tempo que passar, serão sempre lembradas por algo que fizeram, falaram, mostraram, pelo que nos fizeram sentir. É isso… As pessoas são lembradas pelos sentimentos que despertaram em nós. E quanto maior o sentimento, maior se torna a pessoa…

Caio Fernando Abreu
Pintura de Vladimir Volegov

terça-feira, 12 de fevereiro de 2013

A Blanche faz 19 anos

 
A minha gatinha Blanche faz hoje 19 anos... 19 anos de deliciosa companhia e cumplicidade.
“Os melhores amigos são aqueles que até no silêncio nos fazem felizes..."

quinta-feira, 7 de fevereiro de 2013


Faz hoje um mês que a minha querida avó me deixou. Um dia a saudade deixará de ser dor e tornar-se-á em lembranças preciosas a guardar para sempre. Algumas pessoas são sim eternas, dentro de nós.

Pintura de M.J. Marinho

terça-feira, 5 de fevereiro de 2013



Se a paz tivesse uma cor, teria a cor do céu de hoje. Azul. Assim como as palavras. Como o desejo. E o infinito...

Foto de minha autoria


 

domingo, 3 de fevereiro de 2013


Eu não necessito de um motivo especial para ser feliz. Felicidade são pedacinhos de ternura que colho aqui e ali...

Cecília Meireles
Pintura de Laurie Kersey

sexta-feira, 1 de fevereiro de 2013

Ser feliz... por momentos


Ser feliz por momentos é algo de que não se deve ter vergonha. Momentos que o fim torna ridículos. A felicidade, como o amor, é um sentimento ridículo. Mas a felicidade, como o amor, só é ridícula quando vista de fora. A felicidade, como o amor, só é ridícula antes ou depois de si própria. A felicidade são momentos que, no seu presente fugaz, são mais fortes do que todas as sombras, todos os lugares frios, todos os arrependimentos. Ser feliz em palavras que, durante essa respiração breve, mudam de sentido. E nem a forma do mundo é igual: o sangue tem a forma de luz, as pedras têm a forma de nuvens, os olhos têm a forma de rios, as mãos têm a forma de árvores, os lábios têm a forma de céu, ou de oceano visto da praia, ou de estrela a brilhar com toda a sua força infantil e a iluminar a noite como um coração pequeno de ave ou de criança. Momentos que o fim torna ridículos. Momentos que fazem viver, esperando por um dia, depois de todas as desilusões, depois de todos os arrependimentos e fracassos, em que se possam viver de novo, para de novo chegar ao fim e de novo a esperança e de novo o fim. Não se deve ter vergonha de se ser feliz por momentos. Não se deve ter vergonha da memória de se ter sido feliz por momentos.
 
José Luís Peixoto in “ Uma casa na escuridão”
Pintura de Juan Fortuny

As palavras

 
As palavras sempre ficam. Se me disseres que me amas, acreditarei. Mas se me escreveres que me amas, acreditarei ainda mais. Se me falares da tua saudade, entenderei. Mas se escreveres sobre ela, eu a sentirei junto contigo. Se a tristeza vier a te consumir e me contares, eu saberei. Mas se a descreveres no papel, o seu peso será menor. Lembre-se sempre do poder das palavras. Quem escreve constrói um castelo, e quem lê passa a habitá-lo.

Silvana Duboc
Pintura de Susan Rios