Aqui, partilho afectos.
E escrevo o que penso, do que gosto, do que me inspira.


sexta-feira, 2 de maio de 2014

Pequena elegia chamada domingo


O domingo era uma coisa pequena.
Uma coisa tão pequena
que cabia inteirinha nos teus olhos.
Nas tuas mãos
estavam os montes e os rios
e as nuvens.
Mas as rosas,
as rosas estavam na tua boca.

Hoje os montes e os rios
e as nuvens
não vêm nas tuas mãos.
(Se ao menos elas viessem
sem montes e sem nuvens
e sem rios...)
O domingo está apenas nos meus olhos
e é grande.
Os montes estão distantes e ocultam
os rios e as nuvens
e as rosas.

Eugénio de Andrade, in “As mãos e os frutos” (1948)



7 comentários:

  1. Magnífico!

    Eugénio de Andrade, um dos meus poetas predilectos.

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  2. Mais um lindo poema de Eugénio de Andrade.
    Adorei amiga Lita.
    bjs
    Carmen Lúcia.

    ResponderEliminar
  3. Lita

    Para quem gosta de boa poesia, um poema de Eugénio de Andrade é garantia certa, de agradar.
    Beijos

    ResponderEliminar
  4. Lita,

    por isso, tenho ido em busca do meu domingo! pois é, ele só virá se eu for até ele.

    Bjs

    ResponderEliminar


  5. Pensemos en nuevas metas, hagamos planes, programemos sueños siempre en positivo, en negativo nunca, dañan los sentimientos propios y de quienes navegan a nuestro lado...ღ

    Todas las personas debiéramos ser como la Luna; destinada a dar luz, o como el sol, que con la magia de su calor acaricia y posee diariamente…ღ

    Un abrazo de luz para ti
    y un feliz comienzo de semana
    cultivando pensamientos...ღ

    Atte.
    María Del Carmen ღ





    ResponderEliminar
  6. Que lindo Lita, traduz bem o domingo, bela ilustração, bjs e uma semana linda p/ vc, Ana ♥...

    ResponderEliminar
  7. Quanta doçura neste poema, encheu meu coração de ternura e paz.
    Lindo!
    Um beijo em seu coração querida amiga Lita.

    ResponderEliminar