Aqui, partilho afectos.
E escrevo o que penso, do que gosto, do que me inspira.


segunda-feira, 9 de junho de 2014

Sou assim...


Ainda tenho em mim todos os sonhos do mundo e sei que vou continuar sempre assim.
Tenho vontade de todos os dias fazer uma festa e dar umas boas gargalhadas. Tenho vontade de viajar, ir para Paris, Veneza, Florença, Sevilha… Vontade de tirar um curso de fotografia. Vontade de escrever. Vontade de tanta coisa ainda… Vontade de simplesmente viver.
Tenho vontade de viver cada dia como se fosse o último, à minha maneira, é claro. O que significa, com tranquilidade, e alegria.
A verdade é que há quem não entenda porque sou assim, porque sou tranquila e sempre bem com a vida.
Muitas vezes penso como seria mais fácil não ter esta mania que faço tudo, aguento tudo, lido bem com tudo, ou quase. Esta mania de dar a volta às coisas e arranjar forças, sabe Deus onde, para enfrentar os desafios e as tormentas com um sorriso na cara. Às vezes penso como gostaria de ser como toda a gente, e dizer que não entendo, não percebo, não sei fazer, não consigo, é impossível, que estou cansada, estou doente, hoje não... E ficar igualmente bem “na fotografia”. Confesso que até há alturas, em que me sinto cansada, desanimada, saturada, mas sou uma lutadora, está-me no sangue. E é afinal com orgulho que costumo dizer que herdei isso da minha avó.
Não me interessa se os outros reconhecem, valorizam, admiram. Eu sou assim. Geralmente deito-me com a felicidade na alma e a sensação de que sou uma excelente pessoa, fabulosa até, modéstia à parte. E isso a mim basta-me. Saber que sou assim. E que vou continuar a sonhar com as festas que gostava de dar, com viagens que gostava de fazer, a lugares fantásticos com hotéis fabulosos, com pequenos nadas que me fazem feliz, com finais de tarde a comer um gelado a ver o mar.
Vou continuar a fazer com que cada dia seja diferente e especial, vou continuar a querer ser sempre melhor, vou continuar a dar de mim tudo o que sou e tenho. Sem medos, sem falsidades, sem capas, sem fingimentos. Só sei ser assim e gosto muito de mim assim. 

Pintura de Lois Bender

9 comentários:

  1. Oi Lita,mas é isso mesmo,temos que gostar muito de nós,
    amar a vida que Deus nos presenteou.
    Adorei o texto.
    Bjs e muita luz
    Carmen Lúcia.

    ResponderEliminar
  2. Que lindo e que beleza de decisão ao final!Que assim seja sempre! beijos,tudo de bom,chica

    ResponderEliminar
  3. E saiba que cá tens uma incentivadora de cada declaração tua a lhe aplaudir as escolhas, Lita. Sou bem parecida contigo em muitas delas e como vc, não sinto qualquer arrependimento por isso.Graças!!
    Tenha dias intensos, horas felizes, tempos iluminados, sempre.
    Bjkas,
    Calu

    ResponderEliminar
  4. Bravos, gostei disto Lita, sou como sou e pronto, isto é se aceitar, se compreender e se amar, o que é muito importante eu diria primordial nesta vida, beijos Luconi

    ResponderEliminar
  5. Lita, que linda!!! É isso mesmo, não desista, o importante é ser sempre vc mesma, jamais perder a essência <3

    Beijo grande

    ResponderEliminar
  6. Que relato mais emocionante e doce que ouvi agora, encheu-me o coração de alegria e paz.
    Sou um tantinho assim também querida Lita.
    Amei!
    Um abraço carinhoso doce amiga.

    ResponderEliminar
  7. Querida amiga

    Quando decidimos
    fazer de cada dia de nossa vida,
    um dia especial,
    encontramos para nós,
    um sentido para vivermos
    e não apenas existirmos.


    Que haja sempre
    uma inspiração
    para acordar
    as palavras
    adormecidas
    em tua vida.

    São elas que dão sentido a tua vida,
    e as vidas que passeiam por tuas palavras.

    ResponderEliminar
  8. E é assim que deve continuar, devemos ser sempre verdadeiros.
    Bom domingo
    Beijinhos
    Maria

    ResponderEliminar
  9. Assim, creio deve ser sempre. Ler esta suas palavras traz força para quem tem a oportunidade de ler.
    Beijos, Élys

    ResponderEliminar